SINDICATO DO COMERCIO VAREJISTA DE FEIRANTE
E VENDEDOR AMBULANTE NO ESTADO DE GOIÁS

Em visita a Fecomércio Goiás, Eduardo Bolsonaro fala sobre a campanha do pai, Jair Bolsonaro

Esteve, ontem (25/09), a convite do Sistema Fecomércio/ Sesc/ Senac em Goiás, o candidato à reeleição como deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro (PSL), que é filho do presidenciável, Jair Bolsonaro (PSL), que segue internado após ter sofrido uma facada durante ato de campanha em Minas Gerais. Eduardo falou sobre os projetos do pai para o setor empresarial, como a redução de impostos e a privatização de pelo menos 50% das estatais.

O presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi, afirmou que o objetivo do convite foi discutir as preocupações do empresariado a respeito da futura situação econômica do País, dando início a reunião. Além de Eduardo Bolsonaro, também estiveram presentes o candidato à reeleição para o Senado, Wilder Morais (DEM), e o deputado federal e candidato à reeleição Delegado Waldir (PSL).

Para os empresários, Eduardo Bolsonaro falou que o setor do Comércio precisa de menos decretos e menos leis e que a carga de impostos no Brasil “já está no limite. “Se reduzirmos, vai ter tanto mais investimento no Brasil que o País vai arrecadar ainda mais e vai compensar. Tem que desregulamentar, reduzir tributos e privatizar também. Nossos impostos não merecem ir para políticos e apadrinhados”, afirmou.

O presidente da Fecomércio destacou que as propostas apresentadas por Eduardo vão ao encontro do esperado pela entidade e explicou que a maior prioridade que precisamos ter é colocar o País para crescer novamente. Para Baiocchi, não há outra forma de crescer a não ser pela oferta de empregos. “Só tem um segmento que consegue oferecer emprego no País, que é o meio empresarial. Com a retomada da geração de emprego e renda será possível levar mais consumidores para o comércio e para a indústria, proporcionando, consequentemente, mais arrecadação para o Estado”, completou.

Fonte: www.fecomercio.org.br / 25/09/2018